Apresentação

A atual Secretaria Geral de Planejamento e Desenvolvimento Institucionais (SPDI) passou por uma série de mudanças na sua estrutura, ao longo do tempo, inclusive de denominação e de sigla. Essas mudanças da SPDI ocorreram em resposta a necessidades advindas do crescimento da UFSCar e do aumento da complexidade no seu funcionamento e estrutura.

A SPDI tem suas origens na Secretaria Geral de Planejamento (SEGEP), criada em 1995, pela Portaria GR nº 1.075/95, de 29 de novembro de 1995. Os estudos e argumentos referentes à esta mudança constam do Parecer nº 266/95. Em 1998, quando houve a primeira atualização e padronização das siglas oficias das unidades da UFSCar, Portaria GR nº 457/98 de 12 de maio de 1998, a unidade continuou com a mesma nomenclatura, mas passou a adotar a sigla SPlan.

Em 2003, por meio da Portaria GR nº 636, de 12 de novembro de 2003, nos termos da Resolução ConsUni nº 451/03, de 07 de novembro, sua nomenclatura foi alterada para a atual: “Secretaria Geral de Planejamento e Desenvolvimento Institucionais (SPDI)”. Nessa mesma Resolução (ConsUni nº 451/03) também foram feitas adequações nos departamentos: o Departamento de Gerência de Dados passou a denominar-se Departamento de Informações Institucionais (DeII - atual DeInfo) e o Departamento de Planejamento Estratégico e Operacional, passou para Departamento de Desenvolvimento Institucional (DeDI), sendo que suas atividades foram suspensas no período entre 2011 e 2014.

O ofício SPDI nº 016/2014, de 17 de abril de 2014, solicitou a reativação do Departamento de Desenvolvimento Institucional (DeDI), que se deu por meio da Portaria GR nº 731/14, de 15 de maio de 2014, quando também foram atualizadas as suas atribuições. O DeDI havia sido criado em 2003, juntamente com a adequação funcional da SPDI. 

Em 2016, a SPDI passou por mais uma mudança em sua estrutura, com a criação do Serviço de Informação ao Cidadão (SIC), por meio da Resolução CoAd nº 089, de 19 de agosto de 2016. A criação de um serviço específico para o assunto dentro da UFSCar é parte das exigências da implantação da Lei de Acesso à Informação (LAI) nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, implementada na Administração Pública Federal em 2012, a partir do Decreto no 7.724, de 16 de maio de 2012. 

Vinculada diretamente à Reitoria, a SPDI tem como principal atribuição coordenar e dirigir as atividades relativas à elaboração, acompanhamento e avaliação dos processos de planejamento e desenvolvimento institucionais. Ao longo de uma década sob a denominação de SPDI, suas atividades estiveram sob a responsabilidade de quatro gestores: Prof. Dr. Marco Antonio Cavasin Zabotto (1995 a 2009), Prof. Dr. Alceu Gomes Alves Filho (2009 a 2012), Profa. Dra. Luzia Sigoli Fernandes Costa (2012 a 2016) e, atualmente, Prof. Dr. Leandro Innocentini Lopes de Faria. 

Principais atribuições da SPDI

  • Coordenar as atividades relativas à elaboração, acompanhamento e avaliação de planos estratégicos institucionais, em todos os níveis; 
  • Manter, em conjunto com a Divisão de Controle Orçamentário da Pró-Reitoria de Administração, a compatibilidade entre o Plano Orçamentário-Financeiro, os Planos Estratégicos e os Planos Setoriais da instituição;
  • Coordenar as atividades de elaboração e atualização do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) para atendimento ao sistema de regulação do e-Mec;
  • Responsabilizar-se pela coleta, análise, atualização e produção de publicações oficiais de dados estatísticos e cadastrais da UFSCar;
  • Disponibilizar dados institucionais certificados pelas unidades internas da UFSCar para os órgãos governamentais e para a sociedade;
  • Coordenar, juntamente com a Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (ProGPe), as atividades relativas ao desenvolvimento e à modernização dos processos administrativos, elaborando e disponibilizando normas e procedimentos para sua operacionalização;
  • Estabelecer, em conjunto com a Secretaria Geral de Informática (SIn), diretrizes de uma política global de Organização, Sistemas e Métodos, visando à eficiência e à eficácia dos processos administrativos;
  • Mapear fontes de informação para atender demandas do Sistema de Informação ao Cidadão (SIC);
  • Elaborar relatórios institucionais;
  • Apoiar a Reitoria no desenvolvimento de programas e projetos especiais.